Novos órgãos nacionais de Lisboa da OSAE empossados esta tarde

Reveja a cerimónia.

 

O auditório da sede da Ordem dos Solicitadores e dos Agentes de Execução (OSAE) foi hoje palco da cerimónia de tomada de posse dos novos órgãos nacionais da OSAE. A cerimónia iniciou-se pelas 16h00 e, na plateia, marcaram presença representantes de diversas entidades da Justiça nacional. Já a mesa foi constituída por Francisca Van Dunem, Ministra da Justiça, Armando Oliveira, Presidente da Assembleia Geral da OSAE, José Carlos Resende, Bastonário cessante da OSAE, Paulo Teixeira, Bastonário eleito da OSAE, e Marc Schmitz, Presidente da Union Internationale des Huissiers de Justice.

 

 

 

Armando Oliveira, Presidente da Assembleia Geral da OSAE, foi quem deu início à cerimónia. Despediu-se do cargo com um agradecimento sentido a todos com quem trabalhou ao longo deste mandato e deixou palavras de entusiasmo e louvor aos que agora embarcam numa nova missão. Recordou que o processo eleitoral determinou a vontade de mudança, mas que “nesta casa, há muito nos habituámos a percorrer uma única estrada, em que o único objetivo é a defesa dos seus membros, mas também dos cidadãos e da justiça e estou certo de que os colegas que abraçam este novo mandato tudo farão para continuar este caminho de sucesso”. “Parto com a consciência de ter feito o melhor que fui capaz de fazer e de que exerci os cargos com espírito de seriedade, missão e serviço”, afirmando ainda que estará sempre disponível para servir a Ordem e os seus colegas.

 

 

 

Marc Schmitz também quis deixar algumas palavras. O Presidente da Union Internationale des Huissiers de Justice (UIHJ) mostrou-se extremamente honrado por participar nesta cerimónia, dirigindo-se ao Bastonário cessante da OSAE para destacar o papel fundamental que este sempre teve na UIHJ, sendo, não raras vezes, a voz desta instituição. “José Carlos Resende ajudou-nos a reforçar a ligação da UIHJ com outros países e tudo fez para garantir que estas profissões fossem bem representadas”. E, prestando-lhe homenagem, Marc Schmitz ofereceu, em nome da UIHJ uma medalha ao Bastonário cessante. Realçou ainda a excelente relação que a OSAE mantém com a UIHJ, estando certo de que, com o novo Bastonário, Paulo Teixeira, esta relação se vai manter no mesmo nível.

 

 

 

Posteriormente, foi a vez do Bastonário cessante discursar. José Carlos Resende começou por agradecer a presença de todos os convidados e recordou o seu percurso nesta casa, iniciado pela mão de Daniel Lopes Cardoso, e todo o trabalho que teve a oportunidade de desempenhar, com o apoio de vários colegas, em prol da profissão, dos associados, dos cidadãos e da Justiça. A todos os que cessaram funções agradeceu o trabalho notável, deixando ainda os seus votos de sucesso aos novos dirigentes: “desejo a todos muito êxito e que continuem a fazer o melhor em prol dos associados para que estes profissionais tenham cada vez mais orgulho em o ser”. “A todos os Solicitadores e Agentes de Execução, gostaria de mostrar a minha gratidão por tudo o que me permitiram aprender”, concluiu.

 

 

Foi depois dada posse aos membros eleitos para a Assembleia Geral da OSAE, tomando por isso a palavra o novo Presidente da Assembleia Geral da OSAE, Aventino Lima. “É com elevada honra e privilégio que começo hoje as minhas funções”, assumiu, realçando o orgulho de pertencer a uma equipa que se destaca pela vontade de contribuir para uma melhor dignificação e elevação da classe e de servir o cidadão, em prol da Justiça e da verdade. E terminou a sua intervenção, reforçando que “todos somos, efetivamente, só um”.

 

 

De seguida, foi a vez de tomarem posse os membros eleitos para o Conselho Profissional do Colégio dos Agentes de Execução. Duarte Pinto fez a sua primeira intervenção, já enquanto Presidente do Conselho Profissional do Colégio dos Agentes de Execução, saudando todos, em especial o seu antecessor, e estabelecendo o compromisso de que tudo fará para fazer o melhor pelos associados. E para finalizar a sua elocução, deixou a todos os eleitos um conselho através de uma mensagem de Agostinho da Silva: “nenhum político deve esperar que lhe agradeçam, ou sequer reconheçam, o que faz. No fim de contas, era ele quem devia agradecer pela ocasião que lhe ofereceram os outros homens de pôr em jogo as suas qualidades e de eliminar, se puder, os seus defeitos”.

 

 

Procedeu-se, posteriormente, à tomada de posse dos membros eleitos para o Conselho Profissional do Colégio dos Solicitadores. Para o novo Presidente do Conselho Profissional do Colégio dos Solicitadores, Delfim Costa, “é um enorme orgulho servir a OSAE e servir os solicitadores”. Agradeceu, com emoção, o voto de confiança, garantindo que esta nova equipa esforçar-se-á por honrar este compromisso: “tenho consciência das responsabilidades deste cargo, mas também sei que não estou sozinho, porque todos seremos um em prol de todos os solicitadores”. Sublinhou ainda que, nesta caminhada, é importante manter a união para mudar sem destruir e caminhar com os olhos postos no futuro.

 

 

Foi depois tempo de se passar à tomada de posse dos membros eleitos para o Conselho Fiscal, tendo tomado a palavra Lídia Coelho, já como Presidente do Conselho Fiscal. Com seriedade e confiança no futuro, referiu que “este órgão requer uma intervenção discreta, mas atenta e rigorosa, e faremos o nosso melhor no exercício das competências que nos foram atribuídas”. Acrescentou ainda que “a posição deste órgão é de forte independência, o que não impede uma cooperação institucional para que cada órgão possa alcançar os seus objetivos”.

 

 

Num momento posterior, foram ainda empossados os membros eleitos para o Conselho Superior, tendo o seu novo Presidente, Fernando Rodrigues, tido a oportunidade de deixar algumas palavras. Mostrou-se muito honrado por esta oportunidade e declarou que no seu mandato tudo fará para merecer esta confiança. Defendeu, sobretudo, a necessidade de a OSAE e o Conselho Superior “concertarem ideias, inovarem e concretizarem as suas competências, pautando-se pela vanguarda”.

 

 

Já na tomada de posse dos membros eleitos para o Conselho Geral, o novo Bastonário, Paulo Teixeira, foi o último a tomar posse, tendo o seu discurso sido pautado pela vontade de abraçar este novo desafio. Paulo Teixeira mostrou-se empenhado em colaborar ativamente na administração da Justiça e disponível para aceitar e criar novos desafios nesta matéria. Para além disso, sublinhou, em nome de toda a sua equipa, que “é nossa vincada tarefa almejar a harmonização entre a proteção dos interesses legítimos do cidadão e os dos nossos associados. Assim se consegue transmitir uma mensagem de transparência, tranquilidade e de segurança”. E, citando Confúcio, deu por terminado o seu discurso, deixando espelhada a vontade de mudança que promete marcar o seu mandato: “somente os extremamente sábios e os extremamente estúpidos é que não mudam.”

 

 

Por fim, a Ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, foi a autora do último discurso da cerimónia. Com otimismo e satisfação, distinguiu a OSAE como um parceiro de excelência, louvando o trabalho e empenho desta Ordem em colaborar com o Estado e o Ministério da Justiça. “Admiro muito a capacidade da OSAE em ousar, propor, inovar e modernizar no sentido de melhorar o desempenho do sistema da justiça”, referiu, concluindo que: “estou convicta de que, juntos, vamos continuar a colaborar ativamente no sentido de melhorar as condições na Justiça e de atingir resultados que correspondam ao interesse comum”.

 

 

Publicado a 13/01/2022

Eventos